quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Gato no telhado

Aqui no meu telhado vejo pontos reluzentes,
Dormir não quero mais, verei o sol nascer.
Há no céu mais estrelas do do grãos de areia na terra,
E em meu peito mais tristezas do que estrelas no céu,
A vida passa como estrelas cadentes!
Eu passo daqui pra lá, de lá pra cá 
e nunca chego em nenhum lugar!
Sou como o gato no telhado, simplesmente abandonado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário